Log In | Contacte-nos | Seleccionar Documentos (0 itens)
Navegar por: Colecções Conteúdos Digitais Assuntos Produtores Classificação

Frias, Eduardo (1895-1975) | Arquivo Histórico-Social / Projecto MOSCA

Nome: Frias, Eduardo (1895-1975)
Nome Completo: Eduardo Olímpio Beleza Frias


Nota Biográfica:

Nascido em Lisboa, em 12 de Junho de 1895, com o nome completo de Eduardo Olímpio Beleza Frias, frequentou o curso na Escola Industrial Afonso Domingues. Começou a colaborar em jornais, particularmente nos ligados à corrente anarco-sindicalista, como A Batalha (jornal diário, redactor principal Alexandre Vieira, Lisboa, 23-02-1919 a 26-05-1927) na Renovação (revista quinzenal, dirigida por Gonçalves Vidal e Alexandre de Assis, Lisboa, 2-07-1925 a 15-06-1926) e na Imprensa Livre (Lisboa, 21-07-1921 a 4-11-1921). Regista-se depois uma evolução no seu pensamento político aderindo ao nacional-sindicalismo, tendo sido director do semanário que se publicou em Faro, O Nacional-Sindicalista. Mais tarde, integrou a corrente corporativista e a defesa do Estado Novo, de que se tornou um fiel seguidor. Foi representante do Instituto Nacional do Trabalho em Beja. Trabalhando na função pública, serviu ainda como redactor dos serviços de Publicidade e Turismo da Administração do Porto de Lisboa.

Conhecem-se as suas colaborações nos seguintes jornais: A Verdade (Lisboa, 1919 a 1932), Diário da Manhã (Lisboa, 04-04-1931 a 31-01-1971), Diário Nacional (Lisboa, 27-02-1947 a Janeiro de 1984), Diário da Tarde (Lisboa, 2-04-1925 a 5-08-1927); A Informação (Lisboa, 17-07-1926 a 03-02-1927), A Gazeta (Lisboa, 18-04-1929 a 19-07-1930), Manifesto, Acção Popular, A Situação (Lisboa, 7-03-1927 a 16-12-1930), A Palavra (Lisboa, 24-07-1922 a 14-11-1922), Portugal (Lisboa, 23-08-1926 a 20-03-1927), A Vitória, O Tempo (Lisboa, 05-10-1918 a 07-03-1935), O Século (Lisboa, 04-01-1880 a 12-02-1977), Magazine Bertrand, A Capital, Correio da Manhã, Diário dos Açores, A Voz.

E nas seguintes revistas: ABC (publicação dirigida por Rocha Martins, Lisboa, 15-06-1920 a Março de 1940), Acção (Lisboa, 30-05-1936 a 16-06-1938); Cultura (revista dirigida por Campos Lima, Lisboa, Março de 1929 a Julho de 1930); A Esfera (Lisboa, 1940-1945);Fradique (revista dirigida por Tomás Ribeiro Colaço, Lisboa, 8-02-1934 a 26-12-1935); A Hora (revista dirigida por Ferreira de Castro, Lisboa, 12-03-1922 a 13-04-1922); Ilustração, Ilustração Portuguesa, Lisboa Galante (número único, publicado em Lisboa em Maio de 1929, com redacção de Rebelo de Bettencourt); Momento (Lisboa, publicação quinzenal, 15-12-1932 a Abril de 1938, dirigida por Fernando Leiro e Francisco Leão); Revista Portuguesa (dirigida por Vítor Falcão, Lisboa, 10-03-1923 a 13-10-1923); Suplemento Literário e Ilustrado da Batalha (dirigido por Carlos José de Sousa e Carlos Maria Coelho, Lisboa, 2-12-1923 a 31-01-1927); Terras de Portugal (dirigida por Gomes Barbosa, Lisboa, 1925 a 1935).

Realizou diversos trabalhos de reportagem que marcaram a época, onde se destaca o relato da entrada na jaula dos tigres no Coliseu dos Recreios, em 1925.

Publicou as seguintes obras: O Homem Inédito, 1923; Triunfo da Arte; A Boca da Esfinge (novela escrita em parceria com Ferreira de Castro), 1924; Inferno Branco, romance, 1928; Das Antigas Corporações ao Actual Estado Corporativo; Mil Pensamentos de Adolf Hitler, 1941; História duma Gota de Água, 1943 (livro infantil, em colab. com Francisca do Carmo Costa Frias, sua esposa); A Outra Verdade; Entrevistas com o Ditador Desconhecido; O Porto de Lisboa no Reinado de D. Carlos; O Porto de Lisboa inspirador de Artistas.

Faleceu em Lisboa em 15 de Fevereiro de 1975 com 79 anos.

A.A.B.M.

Nota do Autor: A.A.B.M.






Page Generated in: 0.101 seconds (using 104 queries).
Using 8912160B of memory. (Peak of 9044840B.)

Powered by Archon Version 3.12
Copyright ©2010 The University of Illinois at Urbana-Champaign